quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Saxofonista James Moody, um dos pais do bebop, morre aos 85 anos



Instituição do jazz foi contemporâneo de Dizzy Gillespie e Charlie Parker. Músico lutava havia dez meses contra câncer no pâncreas, diz esposa.

O saxofonista americano James Moody, um dos pais do bebop, o estilo do jazz desenvolvido nos anos 40, morreu na quinta-feira aos 85 anos de câncer de pâncreas em San Diego (Califórnia, oeste), informou nesta sexta-feira sua esposa, Linda Moody, em um comunicado.
"Meu doce, querido e precioso marido morreu hoje (quinta-feira) após dez meses lutando contra o câncer de pâncreas", revelou a esposa do músico. "Meu grande desejo era garantir que Moody transcendesse pacífica e calmamente, e nos encontrávamos na residência para doentes de San Diego desde segunda-feira", explicou.
Moody era considerado uma instituição do jazz por ter sido um dos participantes da criação do bebop, um estilo musical do jazz que se desenvolveu nos anos 40 por iniciativa de Dizzy Gillespie, Charlie Parker, Max Roach, Bud Powell e Thelonious Monk.

O Globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário